Um projeto de lei da Prefeitura de Ribeirão Preto (SP) que autoriza um repasse emergencial de até R$ 17 milhões ao Consórcio ProUrbano, que gerencia o transporte coletivo da cidade, foi aprovado na sessão da Câmara Municipal na noite desta terça-feira (1º) por 12 dos 22 votos possíveis.

O texto recebeu seis emendas e teve votação da redação final marcada para terça-feira (8). Depois, caso a redação final seja aprovada, vai para sanção do prefeito Duarte Nogueira (PSDB).

Como peixes numa lagoa poluída, todos os que usam ou trabalham com o transporte público urbano estão lutando por ar para sobreviver. Os que utilizam transportes lotados, em pé, podem pensar que essa luta é por ar puro mesmo. Mas, para os que têm que oferecer esses serviços, o que falta é outra substância vital. Não, não são mais passageiros que faltam.

Isso só é verdade agora, pois nos acostumamos a ter que sustentar esse nosso serviço essencial com as tarifas. Nas cidades pelo mundo em que elogiamos o transporte público, ele é sustentado em primeiro lugar com investimentos e subsídios públicos federais e locais.

Mais de cem prefeitos participantes da 80ª Reunião da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), realizada de forma virtual na última semana, aprovaram uma ampla mobilização nacional dos gestores municipais em favor da reestruturação dos atuais serviços de Transporte Público Urbano e de Caráter Urbano, como caminho para solucionar os problemas estruturais do setor evidenciados pela pandemia.

A NTU (Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos) divulgou um histórico de registro de ônibus totalmente incendiados entre os anos 2004 e 2021, no Brasil.

De acordo com o levantamento, a região Sudeste teve o maior índice de ônibus incendiados (71%), sendo o Estado do Rio de Janeiro o recordista, com 476 ocorrências.

© 2021 Master Transp. de Passag. Ltda. || Avenida Euclides da Cunha, 640 - Vilar dos Teles - São joão de Meriti - RJ || CNPJ.: 29.310.299/0001-62 Insc.Est. isento Tel.: +55 21 3575-1900